Psicanalista francesa faz conferência e comenta casos clínicos

Régine Prat é especializada no atendimento pais-bebê e crianças

Régine Prat é especializada no atendimento pais-bebê e crianças.
A psicanalista francesa Régine Prat, da Sociedade Psicanalítica de Paris, estará nos dias 29 e 30 de abril na Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro (SBPRJ). No dia 29, às 21h, fará a palestra “Do toque ao divã: a impressão do toque, primeiro organizador do psiquismo, fio vermelho da vida afetiva e relacional”. No dia 30, às 18h30h, ela comentará uma observação da relação mãe-bebê a ser apresentada por Maria Elisa Alvarenga (SBPRJ) e, às 21h, um caso de atendimento de pais-bebê por Eliane Pessoa (SBPRJ). Dedicada à clínica com pais e crianças muito pequenas, Régine Prat vai propor uma viagem às origens da vida, indissociáveis das origens da vida psíquica.
“Os dados embriológicos sobre o desenvolvimento da sensorialidade na vida fetal mostram que o primeiro órgão sensorial funcional é o tocar, na zona peri-bucal. Minha hipótese central é que a forma primitiva estabelecida a partir desse contato com a pele desempenha um papel de primeiro organizador do psiquismo. As características de presença/ausência informadas pelo toque vão estar numa posição central e serão declinadas nas outras modalidades sensoriais. Esse trabalho psíquico de simbolização primitiva, iniciada antes do nascimento, vai constituir o fio condutor da organização da personalidade. A alternância rítmica do pegar/largar, portanto, constitui uma primeira linguagem que permanece atuando ao longo de toda nossa vida, na comunicação dos afetos mais primitivos”, ensina Régine Prat.
Para a diretora do Conselho Científico da SBPRJ, Mônica Aguiar, a base à qual se refere a psicanalista francesa terá importantes repercussões teóricas e clínicas no tratamento de distúrbios da simbolização e das patologias limites. “Acreditamos que a experiência de Régine facultará um entendimento destes primórdios da vida psíquica indispensáveis para o tratamento de grande parte dos casos que agora chegam aos consultórios de analistas tanto de crianças quanto de adultos. Ela fará justamente a correlação necessária para maior entendimento da clínica contemporânea”, explica.
A trajetória de Régine Prat inclui experiência com adolescentes muito difíceis e, em seguida, em serviço psiquiátrico adulto. Depois disso, ela treinou para trabalhar como analista de crianças. Foi a partir do problema colocado pelas psicoterapias de crianças autistas e psicóticos que ela se interessou na construção da psique no bebê, em particular, a partir da observação de um "bebê normal” em sua família, e, em seguida, trabalhando na consulta conjunta de pais e bebê. Ela publicou muitos artigos especializados e um livro para todas as idades:  "Maman – bébé: duo ou duelo?, da editora francesa Erès, ainda não publicado no Brasil.
Os encontros com Régine Prat são voltados a profissionais da área de saúde, e de áreas correlacionadas,  interessados no tema. Informações sobre inscrições estão no  site www.sbprj.org.br e também podem ser obtidas pelos telefones 21 25371115 /25371333 ou por e-mail para tesourariasbprj@sbprj.org.br. A SBPRJ fica na rua David Campista 80, Humaitá, RJ.
Compartilhe aos seus colegas!

Obras Completas de Freud

Postagens mais visitadas deste blog

Milhares de livros completos para download

DICIONÁRIO DE PSICOLOGIA

O que é nosologia? psicodiagnóstico para que serve?

Leontiev e a Teoria da atividade

Breve Biografia de Vygotsky