Kurt Lewin - pesquisa-ação - breve biografia

Kurt LewinO psicólogo defensor de uma mudança social positiva Kurt Lewin (1890-1947) nasceu em Mogilmo, Alemanha, doutorou-se em Psicologia pela Universidade de Berlim, onde também estudou Matemática e Física. Foi professor de Psicologia Infantil na Child Welfare Research Station, em Iowa, até 1944. Trabalhou no MIT, fundando o centro de pesquisa National Laboratories for Group Dynamics.
Em seus 30 anos de atividade profissional, Lewin dedicou-se à área amplamente definida da motivação humana. Suas pesquisas enfatizam o estudo do comportamento em seu contexto físico e social total.Kurt Lewin foi o psicólogo que deixou a herança mais importante para o movimento das Ciências do Comportamento. Ele constituiu a passagem das Relações Humanas para o movimento seguinte, orientou e inspirou a maior parte dos pesquisadores dedicados à Administração e à Psicologia Industrial da década de 1960. Com Gordon Allport, Lewin foi a maior influência para a introdução da Psicologia Gestalt nas Universidades americanas. Postulou em seus escritos um estado de equilíbrio entre a pessoa e seu ambiente. Quando esse equilíbrio é perturbado, surge uma tensão que leva a algum movimento, numa tentativa de restaurar o equilíbrio.
Lewin queria utilizar um modelo matemático para representar sua concepção teórica dos processos psicológicos. Ele escolheu uma forma de Geometria, chamada topologia, para mapear o espaço vital a fim de mostrar, a qualquer momento, os alvos possíveis da pessoa e os caminhos que levam a eles.
Kurt Lewin é também citado como o "pai" da pesquisa-ação. Ele tinha muito interesse na relação da justiça social e a investigação rigorosa – especialmente após perder sua família na Alemanha. Desejava investigar algo que fosse relevante para a realidade e imediatamente aplicável e útil. Queria desenvolver modelos úteis de investigação – modelos úteis para fazer e responder perguntas. Baseado em seus interesses e trabalhos de investigação prévios, conduziu com seus estudantes (1946) o desenvolvimento de uma metodologia de investigação chamada pesquisa-ação. A pesquisa-ação tem seu foco na informação, interação, colaboração. Constitui-se de múltiplos passos para investigação e solução de problemas. É uma forma de comprovar as idéias na prática como meio de melhorar e incrementar o conhecimento acerca de um tema. Consiste em quatro passos: Planejamento, Ação, Observação e Reflexão. É um processo colaborativo no qual os membros de uma equipe de pesquisa-ação trabalham juntos para solucionar um problema refletindo criticamente sobre suas ações e suposições; recopilam a informação acerca de seus comportamentos, ações, resultados e julgamentos.
Referências:

LEWIN, Kurt. (FD). Fronteiras na Dinâmica de Grupo (1947), in: Teoria do Campo em Ciência Social. São Paulo: Pioneira, 1965 (Orig. 1951).
___. (CM). O Conflito entre os Modos Aristotélico e Galiléico de Pensamento na Psicologia Contemporânea in: Teoria Dinâmica da Personalidade. São Paulo: Cultrix, 1975. (Orig. 1931).

Comentários

  1. Gostei, ajudou muito.
    Obrigado!

    ResponderExcluir
  2. Me ajudou bastante. Obrigada!

    ResponderExcluir
  3. Que artigo show,parabéns me ajudou muitoooo.

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!

Espero que tenha gostado de nossa página!

Volte sempre!

Obras Completas de Freud

Postagens mais visitadas deste blog

Milhares de livros completos para download

DICIONÁRIO DE PSICOLOGIA

Leontiev e a Teoria da atividade